Relembre a polêmica do caso de racismo de Arthur Nory

Ginasta olímpico cometeu preconceito contra Angelo Assumpção, em 2015

Publicado em 21/7/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Arthur Nory voltou a repercutir nas Olimpíadas de Tóquio, acerca do caso de racismo cometido contra o colega de equipe Angelo Assumpção, em vídeo vazado de 2015, onde ele e os também ginastas Fellipe Arakawa e Henrique Flores realizaram ataques racistas transformadas em ‘brincadeiras’ contra o atleta.

Como aconteceu o caso de racismo de Arthur Nory?

A seleção brasileira masculina de ginástica artística treinava para os Jogos Pan-Americanos de Toronto, no Canadá, que ocorreram em 2015. Na época, Arthur publicou um vídeo com ofensas contra Angelo, através do Snapchat, em imagens gravadas na mesa de um refeitório.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Se o celular funciona, a tela é branca. Se estraga, é de que cor? É preto!”, dizia Arthur Nory, num trecho do vídeo em questão, aos risos. Em outro vídeo, Nory e os colegas entraram no quarto de Assumpção, chamando-o de “amigo”.

Com a repercussão, Arthur Nory reuniu os colegas e o próprio Angelo, ao pedir desculpas pelo episódio preconceituoso. “Aqui todo mundo gosta de todo mundo e sabe o que passamos. Por favor, não entendam mal! A gente conversa com o Angelo normal. A gente está com o Angelo normal. A galera não consegue entender a brincadeira. Quem me conhece sabe como eu sou”, explicou ele.

Seis anos depois: Arthur Nory nas Olimpíadas; Angelo demitido

Em 2015, a Confederação Brasileira de Ginástica (CBG) puniu Nory, Arakawa e Flores com uma suspensão de 30 dias. Convocado para os Jogos de Toronto, ele conquistou a medalha de prata no campeonato, e foi bronze na competição de solo dos Jogos Olímpicos do Rio, em 2016.

Ainda no ano das Olimpíadas sediada no Brasil, uma ação judicial pelo episódio foi arquivada pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), a pedido da procuradora responsável, após o reconhecimento de erro e o pedido de desculpas aceito por Assumpção.

O episódio de racismo de Arthur Nory, na verdade, prejudicou a carreira do ginasta, que foi demitido em novembro de 2019, consequentemente fora do time titula da seleção brasileira de ginástica.

Arthur Nory reconhece o erro após caso de racismo

Com a nova repercussão do caso devido as Olimpíadas de Tóquio, Arthur Nory voltou a reconhecer o erro e afirmou que aprendeu com a polêmica que até hoje é relembrada e prejudicou a trajetória do ex-colega. “Eu errei e eu assumi. Paguei por ele e, até hoje, pago por isso! Nunca escondi meu erro e sempre busquei conhecimento para me tornar uma pessoa melhor. Eu não sou o mesmo de cinco anos atrás”, lamentou.

VEJA MAIS: Fabiana Britto, ex-‘Big Brother Itália’, arrisca casamento para participar do ‘BBB22’

Angelo Assumpção (Foto: Reprodução/Instagram)
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio