Caso Simaria: saiba o que fazer quando o relacionamento termina de forma conturbada

Advogada de família dá dicas de como lidar com o rompimento sem envolver os filhos

Publicado em 28/06/2022 14:18
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Não são raros os casos em que vemos casais se separando e travando intermináveis disputas judiciais pela guarda de seus filhos. Nas piores situações, os casos podem chegar ao extremo, virando inclusive notícia na televisão como aconteceu com a cantora Simaria, da dupla com Simone. Situações relacionadas à família, tais como casos de divórcio, mexem com os sentimentos mais profundos das pessoas. 

Segundo a advogada de família Barbara Heliodora, os casos de término nos quais os casais tenham filhos merecem atenção redobrada, pois muitas vezes, os genitores não percebem os reflexos negativos que suas próprias atitudes podem causar nos filhos e quando recente muitas vezes ainda não conseguiram elaborar o divorcio e acabam gerando condutas prejudiciais aos filhos.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Simaria e Vicente Escrig (Foto: Reprodução/Instagram)

“O direito de família tem como objetivo desmitificar as leis com relação aos direitos dos cônjuges e dos filhos, mas vai para além disso, pois também tem o intuito de estimular uma maior reflexão por parte daqueles que estão vivenciando um processo judicial envolvendo divórcio e questões familiares e sob nenhuma hipótese usar o filho para desabafos sobre questões conjugais. Temos que assumir a nossa postura de parentalidade responsável e filho não é confidente, ainda mais quando quem é objeto de críticas e seu pai ou sua mãe. 

Assim como acontece com Simaria, que trava uma batalha judicial e vive um momento conturbado com o ex-marido espanhol Vicente Escrig. O casal ficou junto por 14 anos, tiveram dois filhos – Henry de sete anos e Zaya de um ano e quatro meses – e construíram um patrimônio com muitos imóveis no Brasil e na Espanha.

Atualmente, eles brigam por conta da divisão dos bens e da convivência com os filhos.

Outro caso que também chamou a atenção da mídia nos últimos dias foi a separação da cantora colombiana Shakira e o jogador de futebol Gerard Piquê. Eles também estão em processo de divórcio – após um casamento de 12 anos -, de divisão de bens e da guarda dos filhos Milan, de nove anos, e Sasha, de sete.

“Equilibrar a razão e a emoção e manter os filhos longe desse tumulto de sentimentos não é mesmo fácil. É imprescindível que os pais não confundam o casal conjugal desfeito com o parental, que continua para sempre. Misturar os papéis implica vivenciar um divórcio de forma melancólica, insegura e instável”, destaca.

Por isso, segundo a advogada, é fundamental conversar com as crianças, independentemente da idade. Elas sentem a necessidade de encontrar um significado para o que estão vivendo.

“Vale explicar claramente o que está acontecendo. Procure reunir a família assim que algumas decisões já estiverem tomadas. Se a opção do casal for pela guarda compartilhada, ou seja, em que os dois têm as mesmas responsabilidades e decisões sobre a vida do filho, é importante esclarecer como será a nova rotina da criança e se ela, por exemplo, vai ficar durante a semana ou apenas aos finais de semana na casa do pai ou da mãe”, observa.

A advogada de Família Barbara Heliodora ainda afirma que o diálogo deve ser o ponto de partida neste processo. Escutar tudo o que a criança tem a dizer, explicar claramente os motivos do rompimento e, principalmente, enfatizar que os pais sempre estarão por perto, cumprindo os devidos papéis.

“Nesse caso, também funciona incentivar os filhos a praticarem atividades extracurriculares e a estar próximo dos amigos. Caso seja mais complicado para a criança esse afastamento do casal, também vale procurar ajuda psicológica e terapia”, finaliza.

Por fim é importante que os amigos e familiares não estimulem o litígio, apenas acolham e não promovam mais cenários que vão gerar nos genitores maior motivo para permanecer num divórcio doloroso.

Conteúdo produzido e enviado por Joyce Silva

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio