Rede Rafphas mostra que novela também é “coisa de homem” e atinge 60 mil inscritos no Youtube

Há 4 anos, o canal é um dos principais sobre novela no YouTube

Publicado em 20/01/2022 19:23
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Pode não parecer, mas ainda existe um certo receio dos homens assumirem que gostam de uma boa novela. Entretanto, a tal expressão machista de que “novela é coisa de mulher” não funciona mais na prática. E foi seguindo na contramão desse estereótipo que Raphael Pereira e Rafael d’Avila decidiram criar um canal no YouTube falando sobre novelas. E assim, há 4 anos, surgiu o “Rede Rafphas”.

“No começo foi desafiador porque lá em 2017 você encontrava bastante coisas de novelas no YouTube, mas não havia quase ninguém falando sobre elas lá, de cara limpa. Lembro que fomos um dos primeiros ‘youtubers noveleiros’, estávamos arriscando sem saber se existia público pro nosso conteúdo. Hoje, sabemos que tem, e se não tinha, conquistamos”, lembra Rafa d’Avila, publicitário e redator, mais conhecido como Fatchelo pelos seguidores do canal.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O Rede Rafphas nasceu da paixão por novelas em comum e, claro, da longa amizade entre os Rafphas, que se conheceram em 2014 na comunidade da TV Globo, no finado Orkut. Hoje, o Rede Rafphas possui 60 mil inscritos e acumula quase 9 milhões de visualizações, sendo um dos três principais canais sobre novelas no YouTube do Brasil.

“Mesmo que ainda não sejamos nenhum canal super famoso do YouTube, eu tenho muito orgulho da nossa trajetória. Não foram poucas as vezes que ouvimos que ‘ninguém quer saber de novela’, ‘ninguém mais assiste novela’ ou que ‘esse canalzinho não vai dar certo’, essas coisas que qualquer iniciante ouve. Até tentativa de boicote de emissora já sofremos, mas estamos aí, firmes!”, comenta Rapha Pereira, jornalista e produtor audiovisual que relembra o caminho cheio de desafios que já percorreram, cujo principal desafio foi decidirem falar sobre novela em uma plataforma onde se consome muito mais conteúdo sobre música, séries, filmes e games, e adentrar num universo subjugado feminino sendo dois rapazes: um estereótipo que caiu por terra há tempos!

Um ranking do Ibope obtido pelo site Notícias da TV em 2013 (link no final) mostrou que os homens assistiam mais telenovelas do que futebol na TV aberta brasileira. Assim como o público que acompanha o Rede Rafphas: segundo eles, 53% dos espectadores são homens, 47% são mulheres. No perfil do canal no Instagram, o cenário ainda é mais significativo com 64,1% dos seguidores sendo homens, e 35,9% seguidoras mulheres.

“É um negócio meio surreal, mas ainda existe em alguns lugares esse estigma de que novela não é coisa de homem. Nas rodas de conversas com amigos num barzinho ou na academia, nenhum deles fala sobre novela até eu tocar no assunto. Depois, alguns até se mostram tremendos noveleiros de carteirinha, é assim desde o colégio (risos). Já recebi mensagens de rapazes dizendo que gostam de novela, mas não tem com quem conversar sobre, e ver eu e o Fatchelo ali comentando sobre as tramas faz com que eles se sintam representados, acolhidos”, comenta Rapha Pereira, que confessa já ter tido vergonha de dizer, na adolescência, que sua novela preferida era “Mulheres Apaixonadas” (2003).

De adolescente envergonhado a noveleiro assumido, não só Rapha Pereira como também Fatchelo se consolidam como verdadeiros entusiastas das novelas, explorando-as das mais diversas formas, comentando sobre as tramas atuais, especulando sobre as novelas futuras e enaltecendo as clássicas (e até as esquecidas) do passado. Não como críticos – nem eles gostam que os intitulem assim -, mas como os telespectadores que são.

Um dos últimos vídeos do Rede Rafphas foi uma homenagem aos 70 anos da telenovela brasileira (https://youtu.be/xfUWgDV3_h4): um belo poema criado por eles, feito a partir do título de várias novelas de todas as épocas e todas as emissoras. “Que homenagem linda, de fazer qualquer noveleiro arrepiar!”, exclamou um dos inscritos do canal, dentre centenas de elogios ao vídeo.

“Acho que nesses 4 anos não passamos um dia sem pensar em conteúdo para o Rede Rafphas, sempre estamos atentos ao que os noveleiros estão comentando. É novela inédita, reprise, audiência, polêmicas de bastidores, enfim, várias coisas que a gente estuda, corre atrás e molda com a nossa identidade pra levar um conteúdo de qualidade pras pessoas. E graças a Deus, está dando certo. Hoje somos 60 mil inscritos, logo os 100 mil vem! É uma meta compartilhada, pois nossos inscritos também desejam ver o canal crescendo e esse é o melhor feedback que a gente poderia receber!”, ressalta Fatchelo que, assim como Rapha Pereira, sonha em ter uma novela sua sendo produzida na TV.

“Não é fácil, abdicamos do lazer, às vezes até de madrugada estamos produzindo para o canal, mas é algo que é nosso e já faz parte de nossas vidas assim como as novelas e todo o seu universo, já está enraizado na gente”, conclui Rapha Pereira.

Se você ainda não conhece o Rede Rafphas, se inscreva no canal do YouTube (https://www.youtube.com/rederafphas) e fique por dentro do trabalho dos rapazes e, claro, do universo das telenovelas. Você também pode acompanhá-los nas redes sociais abaixo:

• Instagram: @rederafphas (https://www.instagram.com/rederafphas/

• Twitter: @RedeRafphas (https://twitter.com/rederafphas

*Link da matéria citada: 

https://noticiasdatv.uol.com.br/noticia/televisao/homem-assiste-mais-novela-do-que-futebol-jornalismo-perde-forca-2025

Conteúdo produzido e enviado por Sua Imprensa

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio