Damares e Felipe
Damares e Felipe(FOTOS: Reprodução/Instagram)

A ministra do governo Bolsonaro, Damares Alves, publicou um vídeo em seu Twitter para falar sobre erotização infantil. O Youtuber Felipe Neto não gostou do posicionamento contraditório dela e se manifestou.

“Essa ministra aqui se compromete a lutar contra a erotização infantil, seja de criança anônimas ou famosas. Já estamos acionando o Ministério Público! Criança brinca, mas não é brinquedo”, disse Damares. Felipe então mostrou uma notícia onde a ministra estava envolvida em um suspeito tráfico de crianças indígenas. “Eu não aceito que uma mulher envolvida nisso venha falar sobre criança publicamente”.

Leia mais: Felipe Neto toma atitude enérgica sobre Melody e internautas apoiam


Mais tarde, Damares rebateu. “Querido Felipe Neto, alguns chamam de ‘sequestro, outros chamam de ‘impedir que uma criança indígena com deficiência seja enterrada viva’. De qual lado você está?”, disse. “Por fim, uma dica humilde de educadora para youtuber: se quiser trabalhar com crianças, deixe de dizer palavrões nos vídeos. Será muito mais saudável para elas”, alfinetou.

Classificação

O Youtuber então respondeu: “Uma dica se quiser criticar o trabalho de youtubers: saiba do que está falando. Se soubesse, saberia que não falo palavrões há mais de 2 anos. No mais, a justiça dirá sobre o que sua ‘ONG’ faz”. Damares não se calou, e criticou o Youtuber, mais uma vez.

Veja também: Felipe Neto alfineta desabafo de Andressa Ferreira: ‘força guerreira’

“Faria falta em seu orçamento? Sou da política de unir e não dividir. Será bem vindo no Ministério! Aliás, estamos elaborando uma campanha de prevenção à gravidez na adolescência. O que acha de nos ajudar?”. Felipe Neto decidiu acabar com o assunto. “Para de falar sobre o que você desconhece, está passando vergonha. E chega de papo que o que você quer é holofote”, finalizou.