Lázaro Ramos
Lázaro Ramos (Foto: Rede Globo)

Lázaro Ramos resolveu alertar os foliões sobre a importância de um bom banho. Na tarde desta sexta-feira (1), o ator publicou um pequeno vídeo da cena do filme Ó Pai Ó, comédia musical em que ele interpreta o personagem Roque.

Leia mais: Lázaro Ramos celebra aniversário de Adriana Esteves: “Me impressiona”

O ator escolheu a rede social do Instagram e compartilhou um pequeno vídeo da cena em que o personagem toma banho. Logo essa é umas das mais divertidas do filme, e mostra Lázaro cantando no chuveiro.


Carnaval tá chegando, minha gente! E eu tô aqui me lembrando da série Ó Paí Ó e vou aproveitar pra compartilhar com vcs alguns momentos. Essa cena aí lembra do bom banho pra tomar antes da folia porque quem vai curtir a festa vai precisar”, escreveu.

Leia mais: Lázaro Ramos homenageia Taís Araújo em seu aniversário: “Feliz 40”

“Só cuidado pra não incomodar os vizinhos com a cantoria muito alta. (Risos) curtam a folia com alegria e cuidado, viu!?”, finalizou. Nos comentários, muitos seguidores do ator elogiaram a performance. “Muito bom!!!“, disse uma fã.

 

View this post on Instagram

 

A post shared by Lázaro Ramos (@olazaroramos) on

Lázaro Ramos lamenta morte de Mãe Stella de Oxóssi aos 93 anos

Lázaro Ramos recorreu às redes sociais na noite desta quinta-feira (27) para lamentar morte de Mãe Stella de Oxóssi. Ela faleceu aos 93 anos, em Santo Antônio de Jesus, no Recôncavo baiano, de infecção generalizada. Stella tinha insuficiência renal crônica.

“Descanse em paz e obrigado pelas bênçãos, Mãe Stella”, disse ele primeiramente. Em seguida, Lázaro compartilhou trecho de um discurso de Mãe Stella, destacando assim, sua homenagem. Por fim, Ele também publicou um clique em que aparece dando um beijo na bochecha da homenageada.

“‘Não sou uma literata “de cathedra”, não conheço com profundidade as nuanças da língua portuguesa. O que conheço da nobre língua vem dos estudos escolares e do hábito prazeroso de ler. Sou uma literata por necessidade. Tenho uma mente formada pela língua portuguesa e pela língua yorubá. Sou bisneta do povo lusitano e do povo africano. Sou brasileira. Sou baiana. A sabedoria ancestral do povo africano, que a mim foi transmitida pelos “meus mais velhos” de maneira oral, não pode ser perdida, precisa ser registrada. Não me canso de repetir: o que não se registra o tempo leva. É por isso e para isso que escrevo’”, citou, enfim, o ator a fim de homenageá-la.