Cacau Protásio
Cacau Protásio (Foto: Reprodução/Instagram)

A atriz Cacau Protásio passou por um episódio triste recentemente, quando ela e mais quatro bailarinos sofreram ataques racistas e homofóbicos de bombeiros do Rio de Janeiro.

Tudo aconteceu quando a famosa gravou uma cena do filme ‘Juntos e Enrolados’ no Quartel-Central do Corpo de Bombeiros, localizado no Centro do Rio. Na ocasião, ela e os bailarinos surgiram dançando, com a farda da corporação.

Um dos sargentos gravou um vídeo da artista, e a ofendeu. “Olha a vergonha no pátio do quartel central. Essa mulher do Vai que Cola, aquela gorda, colocou a farda e botou os dançarinos viados com roupa de bombeiro. Isso é um esculacho, rapaz. Qual é a desse comandante? Vai deixar uma p… dessas no pátio do quartel?”, disse ele, de acordo com o áudio divulgado pelo colunista Leo Dias. Outro profissional também a ofendeu. ”Vergonhoso. Mete aquela gorda, preta, numa farda de bombeiro, uma bucha de canhão daquela, com um monte de bailarino viado, quebrando até o chão. Vão achar que é o que? Bombeiro? Aquilo é tudo viado. Lamentável”, falou.


Após os áudios viralizarem, Cacau fez um desabafo nas redes. “Ele espalhou um vídeo me xingando de negra, gorda, filha da puta e aquela cambada de viado. Racismo é crime se ele não sabe. Isso é muito triste. Não sei pra que tanto ódio”, disse, em um dos 4 vídeos que publicou.

Os fãs e famosos prestaram todo o apoio para Cacau, e a cantora Anitta disse: “Ô minha amiga, fica triste por causa de um bando de ignorante, não. Você tão inteligente, tão talentosa. Tão do bem. Vá atrás de seus direitos, mas não fique triste porque eles não merecem. Te amo muitão”. Tirullipa também saiu em sua defesa. “Amiga, Deus é contigo e não liga pra esses demônios, não, pois eles querem te desestruturar e te tirar do foco. Estamos com você”, falou.

View this post on Instagram

Vídeo 1.

A post shared by Cacau Protásio (@cacauprotasiooficial) on

View this post on Instagram

Vídeo 3.

A post shared by Cacau Protásio (@cacauprotasiooficial) on