Milena Bemfica e Jean (Foto: Reprodução/Instagram)

Após tornar público a agressão que sofreu do marido, o ex-goleiro do São Paulo, Jean, que chegou a ser preso nos EUA por violência doméstica, Milena Bemfica quebrou o silêncio e afirmou que ainda está abalada com o acontecido.

“NOTA DE ESCLARECIMENTO: Venho me pronunciar e colocar um ponto final sobre os últimos acontecimentos aqui no insta. […] Infelizmente diante desse momento de dor e aflição venho recebendo ataques de fakes me ofendendo e me julgando.
Aproximadamente um mês pessoas vem utilizando de fakes para me
Perseguir e me causar transtornos e também a minha família”
, iniciou.

“Em momento algum eu quis denegrir ou tornar público uma discussão de família, mas sim usei as redes sociais para me pronunciar e pedir SOCORRO da violência doméstica com medo, e pensando nas minhas filhas menores. Jean é um bom pai e foi um bom marido, sobre o caso específico as providências já estão sendo adotadas.
Nessa viagem eu estava sem o whatsapp pois tive o meu telefone celular roubado em São Paulo”.


Na sequência, Milena disse que não pode se manter calada e que decidiu não prestar queixa nos EUA: “Assim como milhões de mulheres no mundo passam pela mesma situação e vivem caladas e com medo acreditando na melhora do agressor.
Mas diante da gravidade eu não posso me manter calada. Preferi não prestar queixa formal nos EUA, com intuito de não permitir a prisão do pai das crianças em outro território”.

Por fim, a ex-mulher do jogador disse que irá denunciar pela Lei Maria da Penha e pediu empatia aos seguidores: ” […] Peço que parem de me julgar, violência doméstica não é um mero capricho, uma discussão de família, se vocês observarem vão perceber o quanto eu estou fragilizada fisicamente, psicologicamente, sozinha, em um país diferente do meu com duas crianças. Espero dar um ponto final nisso e que as coisas possam se resolver da melhor forma”.

Leia na íntegra:

Reprodução/Instagram