Pétala Barreiros foi agredida por ex-marido, dono do Villa Mix

Estupro, agressão e liminar. Entenda tudo que está rolando sobre o caso e novas atualizações

Publicado há uma hora
Por Erlan Bastos
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Pétala Barreiros, a ex-mulher de Marcos Araújo, o dono do Villa Mix quebrou de vez o silêncio. A digital influencer está acusando o empresário de agressão e estupro através de suas redes sociais. Segundo Pétala, ela está recebendo ameaças na internet e desabafou sobre engravidar de Marcos.

Nos Stories do Instagram ela diz sobre o relacionamento com o ricaço ainda quando menor de idade “Vou falar tudo que vem acontecendo e não vou deixar mais você me difamar como faz desde que eu tinha 14 anos. Mas você lembra que quando eu tinha 14 anos eu não tinha maturidade, eu não tinha entendimento e a única coisa que eu fiz foi me esconder. Agora não sou mais aquela menina e vou me pronunciar. Por onde você quer começar?”

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Pétala cita ainda explicitamente o estupro nos vídeos: “Voce quer começar sobre o processo de estupro quando eu tinha 14 anos ou pela Lei Maria da Penha sobre agressões físicas?” A influenciadora diz que existe processo pedindo auxílio para o filho Lucas e para ela porque Marcos nunca permitiu que ela trabalhasse e nem estudasse, que o rapaz tinha ciúmes doentio dela e não autorizava que ela fizesse nada.

Pétala fala sobre a relação entre uma criança e um adulto, o assunto gera revolta nos internautas: “No início do meu relacionamento com ele [Marcos], eu era muito criança. Eu não sabia o que era um relacionamento abusivo, não se falava muito nisto, isso é um assunto que estamos trazendo hoje em dia. A gente vem lutando para quebrar tudo isso, pra gente enxergar melhor tudo isso, mas antes eu não sabia”.

Pétala está publicando vários vídeos expondo o ex-marido e mostrando, segundo ela, a relação abusiva que viveu. Em uma das postagens ela relata ser difícil expor tudo isto e que reviver também não é fácil e que se não tivesse o material, muitos não acreditariam nela. Nos vídeos Pétala pede para Marcos Araújo tirar a mão dela e uma discussão começa. Pétala ainda afirma ter vídeos piores: “Eu tenho mais vídeos, eu tenho coisa muito pior que isso que estou postando”.

Pétala está com medo de divulgando as ameaças que está sofrendo e pede para que a deixem em paz porque não aguenta mais, pedindo para o ex-marido também deixá-la em paz de coração: “Eu quero que fique registrado que eu tenho medo e me sinto ameaçada, medo do que pode acontecer comigo ou minha família”.

Ainda com mais confusão, Pétala foi até uma delegacia e mostrou por vídeo no Instagram que não conseguiu registrar boletim de ocorrência com êxito. A influenciadora conta que pediram para ela comparecer na delegacia e que estaria se sentindo agredida novamente: “Eu não estou bem, estou sendo ameaçada. Eu nunca tinha vivido isto, nunca passei por uma situação dessas na minha vida. Estou desesperada! Gente, eu preciso de ajuda!”.  Pétala não foi atendida e com o auxílio de Bruno Covas e do Delegado Bruno Lima conseguiu atendimento na Casa da Mulher Brasileira, uma delegacia especializada em atendimento à mulher vítima de violência doméstica.

A influenciadora digital ainda agradeceu Alok e sua esposa Romana, o DJ faz parte do casting Villa Mix e disponibilizou uma eqipe de seguranças pra ela.

A coluna teve acesso com exclusividade a um processo que Marcos Araújo ingressou em Outubro deste ano contra Pétala Barreiros. No processo o empresário alega que Pétala está difamando ele através das suas redes sociais e expondo o processo de divórcio que corre em segredo de Justiça. Seu pedido liminar é que a influenciadora digital não falasse mais sobre o assunto na internet. O juiz deferiu em sede liminar que Pétala não pudesse mais citar o processo de divórcio sob pena de multa de R$ 5 mil. Como houve descumprimento da parte da moça, Marcos Araújo requereu em novo pedido que ela além de pagar a multa, pague também uma multa por atendado à dignidade da Justiça, bem como retire todos os vídeos e não faça novas postagens sobre o caso.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio