Juju Salimeni relembra assédio na época de panicat e diz que era confundida com garota de programa

Apresentadora e modelo relembrou a época em que fazia parte do extinto programa de TV

Publicado em 14/09/2021 16:11
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Juju Salimeni relembrou quando sofreu assédio moral, na época em que participava do Pânico na TV. A modelo e apresentadora falou sobre o assunto durante uma entrevista para o podcast Joel Jota, revelando, também, que era confundida com garota de programa quando era panicat.

“Acho que abuso sexual, muitas mulheres passaram. Abuso psicológico eu arrisco a te falar que 100%. Pouquíssimas não passaram. Hoje eu reconheço. Classifico o que eu passei no Pânico como abuso total. Era assédio moral, por você estar ali sendo humilhada. Tem jeitos e jeito de brincar”, disse Juju.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

LEIA MAIS: Manu Gavassi mostra “gambiarra” para consertar bota de grife

“Hoje as mulheres conquistaram um espaço maior e respeito. Hoje é inadmissível tratar uma mulher do jeito que eles tratavam. Era um assédio moral o tempo inteiro”, completa a famosa. Salimeni também afirmou que pessoas achavam que ela fosse garota de programa.

“Existia muito preconceito com as mulheres que trabalhavam com a sensualidade na TV. Ainda existia uma coisa como ‘se ela está ali de biquíni, trabalha com a sensualidade, e está disponível para qualquer coisa. Acha que se oferecer qualquer coisa, ela (panicat) vai, que vive disse. Mal sabe o povo o tanto que a gente trabalhava. As pessoas pagavam, pode não ser muita coisa para uma atriz, mas dez mil reais para você ficar uma hora numa festa. Você acha que a menina precisa fazer programa? A gente fazia esses eventos de segunda a segunda. Eu não tinha agenda. Era balada, academia, inauguração de salão de beleza. Não faltava”, contou a famosa.

CONFIRA: Theo Becker diz que “pensou na possiblidade de ser gay”

O que é assédio moral?

O assédio moral é expor alguma pessoa em situações humilhantes e constrangedoras. Geralmente, casos de assédio acontecem mais de uma vez e podem acontecer em lugares como ambiente de trabalho.

São condutas que trazem danos à dignidade indivíduo, o que prejudica o mesmo e causa transtornos, colocando a saúde em risco e outros fatores prejudiciais.

Saiba como denunciar casos de assédio

Segundo informações, vítimas de assédio moral devem procurar o departamento de Recursos humanos do órgão responsável pela categoria do profissional (sindicato). Além disso, deve-se registra uma ocorrência na delegacia e nas Superintendências Regionais do Trabalho.

Para provar que houve assédio no trabalho, existem diversas maneiras. Uma delas é por meio de testemunhas. Eles podem prescrever ao juiz como as situações de assédio aconteciam.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio