Lucas Penteado rebate graves acusações de ex-noiva por furto e drogas

Ex-BBB desmente Júlia Franhani; ator também comentou sobre exame de DNA

Publicado em 07/10/2021 16:47
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Lucas Penteado, ex-participante do BBB21, se pronunciou e rebateu as acusações de sua ex-noiva, Júlia Franhani, que negou a suposta traição exposta em live no Instagram na última semana, e o acusou de ser usuário de drogas e se apropriar de seus objetos pessoais.

“O ator jamais pretendeu que a ex-noiva fosse alvo de ofensas e ameaças nas redes sociais, após a live feita por ele no Instagram, na noite do último dia 30 de setembro. Em razão disso, logo após, Lucas pediu em suas redes sociais que os ataques a ela cessassem imediatamente. O ator ainda esclarece que no dia dos fatos não estava alcoolizado ou teria usado drogas antes de fazer a live naquela noite, o que pode ser atestado por testemunhas”, inicia o comunicado divulgado pela assessoria do ator.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na sequência, Lucas Penteado nega as acusações recebidas. “Lucas afirma que não furtou ou se apropriou de qualquer objeto ou pertence da ex-noiva, como celular e documentos, assim como não invadiu a privacidade, nem trocou senhas dela em redes sociais e aplicativos”, diz.

Exame de DNA

Por fim, a nota também reúne o posicionamento do ator acerca de um novo exame de DNA do ex-BBB, fruto de um antigo relacionamento com uma moça em meados de 2015, e que gerou uma criança, hoje com 6 anos.

“O ator esclarece que ela já tinha proposto a mesma ação em 2016 (…) o resultado foi negativo e as duas peritas do Instituto Oficial concluíram que Lucas não era o pai biológico da criança. Se de fato fosse o pai, o ator jamais se eximiria de suas responsabilidades e certamente reconheceria e exerceria plenamente a paternidade. Lucas está a disposição do Poder Judiciário para ser intimado e, se necessário, ser submetido a novo exame de DNA”, finaliza.

VEJA MAIS: Lucas Penteado é abordado pela polícia militar e diz ter sido alvo de racismo

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio