Fernanda Young (Foto: Reprodução/ TV Globo)

A filha de Fernanda Young, Cecília Young, resolveu publicar um desabafo no Instagram, nesta terça-feira (27), em homenagem a mãe, que morreu em Minas Gerais no último domingo (25).

“Quando você vê em filmes esse tipo de coisa acontecendo, parece que a vida inteira da pessoa para. O filme não mostra o seu pai falando que as músicas da festa infantil tocando altíssimo no prédio ao lado é o jeito dela de sacanear a gente algumas horas antes de seu enterro. Ou suas tias discutindo na hora do almoço qual é o melhor cruzeiro para levar a família inteira. Ou sua irmã terminando seus quadrinhos da semana. Ou você forçando seu pai ir para sala, e fazendo ele sentar para assistir Gossip Girl com seu primo e seus irmãos (com explicações detalhadas de quem é cada personagem)”, começou.

“Bom, o que eu quero dizer é que a vida continua. Ainda dói, e muito, mas todo dia essa dor vai se transformando em algo mais leve, mais bonito. Minha mãe conseguiu escolher as pessoas mais fortes e destemidas para passarem pela a pior situação imaginável, e eu sei que vamos conseguir. Toda a mensagem de carinho e suporte ajudam muito, então obrigada. Não consegui, e não sei se vou conseguir tão cedo, responder todas elas, mas saibam que elas significam muito para mim e para a minha família. Sejam elas de familiares, amigos ou pessoas que apreciavam a minha mãe — ela sempre amou muito toda pessoa que mostrava carinho pelo seu trabalho”, disse ainda.


“Não sei se um dia vou ter a magia dela, o “star quality” dela, mas farei tudo que eu posso para continuar o seu legado. Seja postando textos incansavelmente longos, como esse, no Instagram (desculpa se tem algum erro de concordância ou gramatical!), seja forçando meus irmãos fazerem a lição antes de jogarem video game, ou tirando a coca zero do meu pai e trocando por aqueles refrigerantes naturais que ela encontrou. Tenho certeza que ela sempre viverá, não apenas por conta minha, mas por conta de todos nós. A obra dela e seu legado são eternos”, finalizou, recebendo mensagens positivas dos seguidores. Vale lembrar que Fernanda tinha um projeto de TV com Maju Coutinho.

View this post on Instagram

Quando você vê em filmes esse tipo de coisa acontecendo, parece que a vida inteira da pessoa para. O filme não mostra o seu pai falando que as músicas da festa infantil tocando altíssimo no prédio ao lado é o jeito dela de sacanear a gente algumas horas antes de seu enterro. Ou suas tias discutindo na hora do almoço qual é o melhor cruzeiro para levar a família inteira. Ou sua irmã terminando seus quadrinhos da semana. Ou você forçando seu pai ir para sala, e fazendo ele sentar para assistir Gossip Girl com seu primo e seus irmãos (com explicações detalhadas de quem é cada personagem). Bom, o que eu quero dizer é que a vida continua. Ainda dói, e muito, mas todo dia essa dor vai se transformando em algo mais leve, mais bonito. Minha mãe conseguiu escolher as pessoas mais fortes e destemidas para passarem pela a pior situação imaginável, e eu sei que vamos conseguir. Toda a mensagem de carinho e suporte ajudam muito, então obrigada. Não consegui, e não sei se vou conseguir tão cedo, responder todas elas, mas saibam que elas significam muito para mim e para a minha família. Sejam elas de familiares, amigos ou pessoas que apreciavam a minha mãe — ela sempre amou muito toda pessoa que mostrava carinho pelo seu trabalho. Não sei se um dia vou ter a magia dela, o “star quality” dela, mas farei tudo que eu posso para continuar o seu legado. Seja postando textos incansavelmente longos, como esse, no Instagram (desculpa se tem algum erro de concordância ou gramatical!), seja forçando meus irmãos fazerem a lição antes de jogarem video game, ou tirando a coca zero do meu pai e trocando por aqueles refrigerantes naturais que ela encontrou. Tenho certeza que ela sempre viverá, não apenas por conta minha, mas por conta de todos nós. A obra dela e seu legado são eternos.

A post shared by Cecilia Young (@ceciliaayoung) on